sexta-feira, 2 de novembro de 2012

O som do nosso silêncio

Não! Não quero que seja a escuridão  a acompanhar os teus dias
Mas uma luz brilhante saída de um candeeiro iluminado.

Deixa-me seguir os teus passos no passeio da vida
Ora tímidos ora decididos
Pela estrada que é só nossa.

Por vezes o verbo é intermitente e cai no silêncio das palavras mudas
De um passado inexistente e de um futuro imperfeito.

E quando tocar o som do silêncio
Escutamos as nossas vozes
Ecoar nas paredes dos nossos corações 

Através do silêncio converso contigo
E o meu olhar dirá tudo o que sinto.

O caminho é estreito, mantém o coração aberto
E no silêncio,
Vamos!  Um pé seguindo o outro.

(Inspirada na música The Sound of Silence de Simon & Garfunkel)





1 comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar